Violência contra a mulher é tema de palestra na Câmara de Igarassu

por cmig / Alana Lima — publicado 19/08/2021 15h20, última modificação 23/08/2021 23h33
Colaboradores: Foto: Rodrigo Cavalcanti
A psicóloga Ewellin Cardoso falou sobre a importância da conscientização e da educação dentro de casa para que as futuras gerações não se tornem agressoras, nem omissas a este tipo de crime.

 

Nesta quinta-feira (19), a Casa de Duarte Coelho recebeu a psicóloga e coordenadora do Centro de Referência da Mulher Brites de Albuquerque, Ewelin Cardoso, para conversar com as servidoras sobre a importância do combate à violência doméstica e familiar conta a mulher. O momento foi idealizado pela presidente da Casa, vereadora Erica Uchôa (PTB), e também foi prestigiado pelas vereadoras Prazeres (PCdoB) e Irene Marques (PT).

A psicóloga esclareceu que a violência doméstica não é apenas física, também pode ser psicológica, sexual, moral e patrimonial. Ela trouxe detalhes da Lei Maria da Penha e da rede de acolhimento às mulheres vítimas de violência em Igarassu. "O homem agressor é o melhor amante, depois que ela está envolvida e dependente ele vai mostrar quem é", afirmou a palestrante.

Ewellin Cardoso falou sobre a importância da conscientização e da educação dentro de casa para que as futuras gerações não se tornem agressoras e omissas a este tipo de crime. "A violência não é só sofrida pelas mulheres, as crianças também sofrem e se tornam vítimas ou agressoras no futuro", pontuou.

Em Igarassu, o Centro de Referência da Mulher de Igarassu Brites de Albuquerque tem um telefone e whatsapp que funciona 24 horas para atender as vítimas. Não se cale, denuncie! 9.9128.8464.

 

                  Agosto Lilás 7  Agosto Lilás 8  Agosto Lilás 2 Agosto Lilás 1

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.